Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \29\UTC 2011

MANOELA 3A- 8.58
EVERSON 3B- 7.92
REBECA 3A- 7.92
WILLIAM 3B- 7.92
ABRAÃO 3A- 7.26
GABRIELA 3B- 7.26
LAÍS 3A- 7.26
MISMAQUELE 3A- 7.26
PATRÍCIA 3A- 7.26
DEIVID 3A- 6.6
ELAINE 3A- 6.6
JHÔNATAS 3A- 6.6
KAIO 3B- 6.6
MICHELLY 3B- 6.6
PRISCILA K.3A- 6.6
SÍLVIA 3A- 6.6
ANA MARIA 3B- 5.9
ELISA 3A- 5.9
LARYSSA 3A- 5.9
ANALYNE 3A- 5.2
BÁRBARA 3B- 5.2
BRANDON 3A- 5.2
CARL0LINA 3B- 5.2
GESSICA 3B- 5.2
GIDEÃO 3B- 5.2
JORGE 3B- 5.2
NATHÁLIA S.3B- 5.2
RENATA 3B- 5.2
XIMENA 3B- 5.2

Read Full Post »

Olá turma!
A recuperação parece ter servido a alguns!
Os primeiros anos A e B, de um modo geral, se recuperaram. Saiu mais uma nota 9,0!
Creio que tem sido resultado de esforço e dedicação nos estudos. Que este exemplo inspire muitos outros alunos!
Agora, vamos aos gabaritos das provas.

1º ano: 11-D, 12-E, 13-D, 14-D, 15-A, 16-E, 17-C, 18-E, 19-D, 20-A

2º ano: 11-A, 12-D, 13-C, 14-B, 15-E, 16-A, 17-B, 18-D, 19-A, 20-C

Aguardem lista de notas na próxima semana!

Read Full Post »

Prof. Paulo Alexandre da Silva Filho

A violência é um mal que permeia todo o tecido da sociedade, envolvendo e comprometendo as relações entre as pessoas e tornando cada vez mais tensas as condições de sociabilização. O fato é que a presença da violência tem se tornado um fenômeno onipresente na sociedade, chegando também num ambiente definidor e formador de cidadão: a escola. No ambiente escolar, a violência interfere por meio de várias formas e intensidades, tendo causado estragos que interferem na formação dos jovens, provocando temor nos integrantes das comunidades escolares e até chegando a se manifestar através de graves e irreversíveis atentados contra a integridade e a vida de pessoas.

Diante desta constatação, cabe oferecer aos educandos a oportunidade de refletir sobre este problema e propor ações que busquem minimizar ou extinguir seus efeitos por meio da conscientização possibilitada por debates, estudos dirigidos e produção de materiais que contribuam na multiplicação e irradiação da consciência sobre os perigos da violência escolar.

Este problema não pode deixar de figurar como aspecto presente no trabalho didático, experimentado nas aulas e explorado como conteúdo vivo, marcante e significativo para a formação dos educantos.

Diante disso, buscamos inicialmente tematizar aspectos do pensamento sociológico e demonstrar o quão valiosos podem ser para a interpretação de acontecimentos que nos cercam cotidianamente, relacionando então parte do cabedal da Sociologia para atender a necessidade de entender a violência escolar. Então abordamos de maneira vivenciada conceitos consagrados desde o pensamento de Émile Durkheim acerca dos chamados “fatos sociais”, além de uma outra gama de aspectos elementares para a análise sociológica, tais como os fundamentos de sociabilidade, socialização, interação e grupos sociais. Estes princípios foram sendo explorados de maneira prática através de explanações em sala de aula, pela utilização de matérias de telejornalismo selecionadas criteriosamente que envolvessem o tema da violência na escola (manifestada, grosso modo, com o uso do termo bullying) e vislumbrando a proposta de que os educandos poderiam apropriar-se das informações vistas, debatidas e construídas e fazer um novo uso de tais aprendizados: desenvolvendo material audiovisual simples, porém significativo que pudesse ser disponibilizado publicamente para a apreciação da comunidade escolar e ganhar a amplidão da internet como espaço, estando então as produções dos alunos acessíveis a quaisquer interessados através da rede mundial de computadores.

A produção dos vídeos foi colocada a cargo dos alunos envolvidos em grupo, trabalhando colaborativamente e utilizando recursos tecnológicos viáveis e disponíveis a todos. Foi particularmente útil, por exemplo, o uso de aparelhos de telefone celular capazes de realizar filmagens. Computadores domésticos, em lanhouses ou da escola puderam ser utilizados para o trabalho de edição dos vídeos, também realizado pelos educandos, numa oportunidade valiosa para aprofundar o manuseio produtivo de recursos digitais com propósito educativo. Enfim, o projeto acabou então assumindo mais um objetivo adicional: dinamizar a produção didática dos educandos e estimular o uso de tecnologias com finalidade formadora.

O saldo deste trabalho realizado com cinco turmas (B, C, D, E e F) da primeira série do ensino médio da Escola de Referência em Ensino Médio Professor Trajano de Mendonça foi bastante positivo, pois marcou-se pelo envolvimento dos educandos, pelos produtivos momentos de reflexão e pela produtiva elaboração de material desenvolvido pelas equipes. A repercussão desta ação foi experimentada através do que pudemos perceber do engajamento dos envolvidos, pela qualidade de suas produções e ainda pelo retorno obtido através da veiculação dos vídeos no blog da escola.

A iniciativa será também estendida na quarta unidade para a turma A da primeira série e para as três turmas da segunda série do ensino médio.

Abaixo estão os links para os vídeos produzidos pelos alunos:

O trabalho resultou ainda na iniciativa de promover a primeira edição do Concurso de Vídeos Escolares, envolvendo a escolha, pelos alunos e visitantes do blog da escola, dos melhores vídeos produzidos pelos alunos.

Read Full Post »

Read Full Post »

… e pessoas pela rua acharam que era de verdade!

Read Full Post »

Por enquanto, levantando as média nas provas (N2), podemos indicar o ranking das turmas em relação aos resultados das provas da unidade (não está sendo considerada para este cálculo a N1). Eis a situação:

  1. 1B = 5,6
  2. 1C = 5,1
  3. 1A = 5,0
  4. 1E = 4,4
  5. 1D = 4,1
  6. 1F = 4,0
  7. 2C = 3,9
  8. 2B = 3,7
  9. 2A = 3,5
Vale a pena registrar que esta situação é parcial e poderá ser modificada após a prova da próxima sexta-feira. Depois farei uma nova listagem registrando os resultados médios das turma considerando que será descartada a menor nota entre nossa N1, a N2 e a recuperação (que combinamos utilizar como N3). O/a aluno/a que conseguir o melhor desempenho geral receberá como prêmio um livro de História. Na primeira unidade, a vencedora foi Íris (1A) e na segunda a campeã foi Samyla (2C). Quem será o/a historiador/a da terceira unidade?
Obs: Notaram que as três turmas de segundo ano estão nas últimas colocações do ranking? O que está acontecendo, pessoal?

Read Full Post »

Read Full Post »

Older Posts »