Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \29\UTC 2012

Oi alunos dos 1ºs anos,

conforme pedidos, segue o texto de Luis Fernando Veríssimo.                                                                                                                  Bjs. Sandra.                                                                                                                                                                           

E tudo mudou…

O rouge virou blush
O pó-de-arroz virou pó-compacto
O brilho virou gloss

O rímel virou máscara incolor
A Lycra virou stretch
Anabela virou plataforma
O corpete virou porta-seios
Que virou sutiã
Que virou lib
Que virou silicone

A peruca virou aplique, interlace, megahair, alongamento
A escova virou chapinha
“Problemas de moça” viraram TPM
Confete virou MM

A crise de nervos virou estresse
A chita virou viscose.
A purpurina virou gliter
A brilhantina virou mousse

Os halteres viraram bomba
A ergométrica virou spinning
A tanga virou fio dental
E o fio dental virou anti-séptico bucal

Ninguém mais vê…

Ping-Pong virou Babaloo
O a-la-carte virou self-service

A tristeza, depressão
O espaguete virou Miojo pronto
A paquera virou pegação
A gafieira virou dança de salão

O que era praça virou shopping
A areia virou ringue
A caneta virou teclado
O long play virou CD

A fita de vídeo é DVD
O CD já é MP3
É um filho onde éramos seis
O álbum de fotos agora é mostrado por email

O namoro agora é virtual
A cantada virou torpedo
E do “não” não se tem medo
O break virou street

O samba, pagode
O carnaval de rua virou Sapucaí
O folclore brasileiro, halloween
O piano agora é teclado, também

O forró de sanfona ficou eletrônico
Fortificante não é mais Biotônico
Bicicleta virou Bis
Polícia e ladrão virou counter strike

Folhetins são novelas de TV
Fauna e flora a desaparecer
Lobato virou Paulo Coelho
Caetano virou um chato

Chico sumiu da FM e TV
Baby se converteu
RPM desapareceu
Elis ressuscitou em Maria Rita?
Gal virou fênix
Raul e Renato,
Cássia e Cazuza,
Lennon e Elvis,
Todos anjos
Agora só tocam lira…

A AIDS virou gripe
A bala antes encontrada agora é perdida
A violência está coisa maldita!

A maconha é calmante
O professor é agora o facilitador
As lições já não importam mais
A guerra superou a paz
E a sociedade ficou incapaz…

… De tudo.

Inclusive de notar essas diferenças

Luis Fernando Veríssimo

Read Full Post »

Hoje é dia 29 de Fevereiro. Esta data se repete a cada quatro anos, correto? Errado! Em alguns casos, há uma diferença de 8 anos entre dois bissextos consecutivos.

Você sabe o porquê da existência dos anos bissextos? Sabe que cálculos foram feitos para que chegássemos a este sistema? Ele é perfeitamente preciso?

Acho que estou perguntando demais!

Sugiro que leiam este texto (clique aqui) para que encontrem as respostas para as perguntas acima!

Boa leitura!

Read Full Post »

Fonte: Portal Archimedes

Se você não passou no vestibular em 2011 ou está se preparando para o vestibular em 2012 é hora de refletir sobre os seus pontos fortes e pontos fracos, pensar nos principais erros e acertos cometidos no último ano e nos desafios de 2012. Não é fácil lidar com o desafio de um vestibular, mas é preciso enfrentar as barreiras e seguir em frente. Pensando nisso, reunimos 8 super dicas para ajudar os feras a alcançar o sucesso.

Read Full Post »

Oi pessoal, como estamos nas prévias da comemoração da nossa II edição da “Semana em Rosa e Lilás”, penso que é oportuno  publicar a redação da aluna Caroline Gleyce do 2º ano C premiada no concurso “Naíde Teodósio de Estudos de Gêneros”.

Tema: Violência Doméstica e sexista.

“Até quando?”

Falar sobre a violência doméstica e sexista que as mulheres vêm sofrendo não é nem um pouco difícil, basta ter contato com qualquer veículo de mídia, pois infelizmente a cada dia que passa nós temos o desprazer de vermos que mais milhares de mulheres foram vítimas de violência.

Às vezes começa com uma simples gracinha que passa a evoluir para agressões verbais com termos chulos e logo após começam as agressões físicas, as vítimas, na maioria dos casos, têm medo de denunciar porque na maior parte das ocorrências elas são ameaçadas de morte e os agressores para intimidar ainda mais ameaçam também sua família. Os casos de violência podem começar no local de trabalho ou na vizinhança, mas infelizmente mais da metade dos casos acontecem com pessoas da mesma família (primos, irmãos, tios, pais, avós e o campeão dentre os familiares é o marido ou namorado). A omissão das agressões faz com que a vítima sinta-se muito insegura, angustiada, triste e desconfiada, tornando-se assim uma mulher que não sente mais prazer e alegria na sua vida. A violência sexual, sem sombra de dúvidas é a pior, pois 85% dos casos vem acompanhada de agressões físicas e verbais. As mulheres, além de sofrerem estupros e espancamentos, ainda têm que enfrentar a desilusão de estar sendo violentada por alguém tão próximo a ela. Outro ponto também muito importante quanto à questão do abuso sexual é a gravidez indesejada, pois em alguns casos os agressores não matam as vítimas e elas acabam engravidando. Isso acontece principalmente porque para evitar que a família descubra, eles preferem obrigar as vítimas a dizerem que a gravidez é fruto de um relacionamento amoroso escondido. Já as vítimas de apenas agressões físicas sofrem pelo desconforto de ter que conviver debaixo do mesmo teto do agressor, uma vez que em noventa por cento dos casos de agressão física o agressor é o próprio marido que na maioria das vezes comete o delito sob o efeito do álcool ou das drogas. Sabe-se que o índice de violência contra mulher vem subindo assustadoramente, simplesmente por ter algo que reina em nosso país: a impunidade.

Queixas, mais queixas e BO’s que são registrados todos os dias nas delegacias e praticamente não têm mais valor, pois quando vemos mais um caso de mulher assassinada e ao fazerem uma busca sobre a vida dela, descobre-se que a mesma já havia registrado inúmeras queixas contra o agressor que passou a ser assassino.

Acredita-se que, se a lei Maria da Penha fosse cumprida com mais rigor o índice de mortalidade feminina diminuiria não só no Nordeste, que é a região mais violenta do país, como no Brasil inteiro. Todos os dias familiares dessas mulheres mortas injustamente fazem protestos e criam ONG’s onde a pergunta principal é: Até quando? Ou seja, até quando a impunidade reinará em nossa nação? Até quando milhares e milhares terão que ser mortas injustamente?

O Código Penal deveria ser mais rígido e impor mais leis contra os agressores. Assim, uma vez o agressor preso a mulher saberia que estaria livre pra sempre. Com certeza se adotassem a lei com mais rigor não só o índice de violência diminuiria como também diminuiria o número de mulheres com depressão, o índice de suicídios femininos e principalmente o de abortos. Para que essa medida venha a ser tomada, sugere-se a criação de uma campanha nacional com o título de: Até quando? Exibindo abertamente fotos de mulheres vítimas de agressões físicas e de assédio sexual, mostrando também como os níveis de doenças e de abortos diminuíram e colocar-se-ia em destaque o tipo de punição que os acusados devem sofrer.

Acredita-se que adotando leis mais rígidas e com uma campanha de sensibilização envolvendo todos, toda a população passaria a sentir-se mais valorizada, principalmente as mulheres. Bem, agora só depende das autoridades atacarem a impunidade com mais severidade, pois as mulheres já não aguentam mais serem tratadas com tanto descaso.

“Vamos lá, mulheres, façam sua parte denunciando o agressor para facilitar o trabalho da polícia. E não esqueçam: até quando vocês querem que a violência contra a mulher reine no Brasil?

Façam sua parte e ajudem o Brasil a se tornar um país de todos, um país digno das mulheres.”

 

Read Full Post »

Olá, pessoal!

Como devem ter sido avisados, encontro-me adoentado mas não esqueci de vocês. Como não consegui concluir a terceira operação com conjuntos (a diferença) em algumas turmas, optei por gravar um vídeo para que nenhuma turma fique atrasada em relação às outras.

No vídeo abaixo, defino a operação, mostro um exemplo e resolvo um dos exercícios do livro que envolve a diferença entre conjuntos.

Postem suas dúvidas na seção de comentários.

Abraços e até breve!

Read Full Post »

Caros estudantes da EREM Professor Trajano de Mendonça, quero lembrar-lhes que amanhã registraremos a alegria de ser da família trajanense e participaremos de um ensaio fotográfico para produção do material em vídeo para Homenagem às mulheres que fazem dessa Escola um lugar todo especial e também os homens , parceiros nessa construçao.

Assim convidamos que tragam às aulas desta terça-feira, dia 28 de março de 2012, seus adornos, adereços, enfeites, brinquedos preferidos, nas cores rosa e lilás, para colorir as fotografias que serão produzidas, é uma prévia do que usaremos durante toda semana que vem, para lembrar que somos contra toda e qualquer forma de violência doméstica contra a mulher e contagiar os que estão à nossa volta com as cores : Rosa – convencionada como aquela que representa as mulheres e Lilás , representando a luta de mulheres de várias gerações pela igualdade de direitos e pleno exercício da cidadania.

Ao serem convidados , por favor digam “SIM” e faça desta campanha uma oportunidade de responder “NÃO” à violência doméstica contra a mulher!!!

Read Full Post »

Filosofia para o 1º ano-unidade I.

Read Full Post »

Older Posts »