Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘3º ANO’ Category

II UNIDADE

1. Fascismo e Nazismo

2. A Segunda Guerra Mundial

3. Guerra Fria

I UNIDADE



1. Imperialismo e Neocolonialismo

2. A Primeira Guerra Mundial

3. Revolução Russa e Grande Depressão

Read Full Post »

Com o levantamento dos resultados por escolas no ENEM mais uma vez nossa escola obteve um bom resultado. Dessa vez chegou a ficar na 10ª posição entre as escolas públicas no Recife (incluindo escolas federais e estaduais em condições diferenciadas) segundo o critério que mede as 30 melhores médias por alunos de cada escola. Na classificação geral (considerando as médias de todos os alunos) a situação também foi muito positiva, pois obtivemos a 14ª posição estadual entre as escolas públicas.

result

Classificação conforme as 30 melhores médias por alunos em Recife

2014-12-24 13 13 23

Classificação geral (considerando todas as médias) das escolas públicas pernambucanas

Read Full Post »

Sob orientação da professora Ana Lúcia, as turmas realizaram – através de passos, movimentos e animação – um interessante trabalho com danças juninas. Aqui um registro das turmas 2A e 2B.

Read Full Post »

1cartazsemanarl

Um dos mais marcantes acontecimentos do calendário de atividades da escola chega a sua quarta edição. Trata-se da realização de Uma Semana em Rosa & Lilás, que este ano amplia ainda mais suas atividades e abrangência, incluindo também em seu público os familiares dos estudantes. A Semana, que é um projeto que já recebeu um Prêmio Naíde Teodósio, foi concebida para servir de espaço para se discutir e conscientizar educandos e educadores sobre os problemas e efeitos relativos à violência doméstica e sexista, contudo já gerou outros projetos permanentes que se somam ao conjunto de contextos que envolvem as relações entre os gêneros , incluindo a efetivação na escola, pela Secretaria da Mulher, do Núcleo de Estudos de Gênero Margarida Maria Alves.

1

Programação

A Semana ocorre de 10 a 14 de março e é constituída por atividades apresentadas por professores da escola, convidados de diversas entidades e órgãos e também pelos próprios alunos, que apresentam pesquisas coordenadas por professores-orientadores.

Na segunda-feira, dia 10, além da participação coletiva de estudantes-monitores em toda preparação, montagem, decoração e apoio na execução, duas palestras iniciaram a programação. A professora Maria da Conceição Abreu e Lima da Cunha realizou uma apresentação esclarecedora sobre a AIDS e o professor Paulo Alexandre da Silva Filho trouxe como temática os padrões estéticos e a moda como meios de influência e até de opressão sobre as mulheres.  Cada palestra ocorreu em duas seções para garantir a participação de todos os alunos, sendo uma realizada no auditório e outra no palco na parte coberta do pátio da escola simultaneamente.

3

Também em seções duplas e em espaços distintos, duas palestras simultâneas foram apresentadas pela manhã e outras duas na tarde da terça-feira, dia 11. O dia começou com a palestra dos advogados Edvaldo Pereira de Oliveira Filho, assessor jurídico da Secretaria Executiva de Ressocialização de Pernambuco, e Yoshabel Alheiros Dias do Nascimento, que expuseram o tema “Lei Maria da Penha e violência contra a mulher”, que nas duas seções foram seguidas por perguntas feitas pelos estudantes e respondidas pelos palestrantes convidados.  Ainda pela manhã, Dayane Kelly dos Santos Alves, do Coletivo Além do Arco-Íris (UFPE), realizou uma apresentação intitulada “Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é”, abordando a importância de reconhecer e respeitar as diferenças para superar preconceitos e conflitos, suscitando também a participação do público nas duas seções da palestra. À tarde a programação contou a palestra conjunta de Allyna Isabel Casé Silva, Fabiana Kelmene Lira Mendonça Dias e Patrícia Gonçalves Pereira, do grupo CRIAR (do Tribunal de Justiça de Pernambuco), que retomaram a temática da violência doméstica e promoveram novas reflexões e discussões entre os estudantes sobre o assunto.  Paralelamente, o historiador e advogado Alexandre Henrique Queiroz Pachêco, do Centro Dom Helder Câmara de Estudos e Ação Social (Cendhec), trouxe o tema “Cidades Rebeldes: Reconquistando o espaço das ruas”, abordando o quadro de crises que envolvem o cotidiano urbano e o ambiente recente de protestos no Brasil, localizando a condição feminina neste contexto.

O ciclo de palestras continuou produtivo na manhã da quarta-feira, dia 12, mantendo o formato de seções duplas em dois ambientes e com ocorrências simultâneas. José Antônio de Fontes Neto, historiador e professor da rede municipal de Recife, trouxe como tema “A História da Arte Pernambucana”, ressaltando a contribuição feminina na construção de nossa produção artística, exibindo imagens de obras e apresentando o trabalho das mulheres artistas de Pernambuco.  A Secretaria Estadual da Mulher, apoiadora e incentivadora de Uma Semana em Rosa & Lilás, esteve presente na programação através das palestras integradas de Janny Andréa de Almeida Silva, que abordou como tema “A mulher no Mercado de trabalho” e de Suênia Claudiana Nascimento Pinto, trazendo a apresentação intitulada “Feminismo e autonomia das mulheres”. Durante a tarde, no contra-turno, as equipes de estudantes envolvidos na organização do evento e os grupos que realizarão as apresentações de pesquisas coordenadas dedicaram-se a ajustar os detalhes preparativos para as várias seções de apresentações das oficinas temáticas do dia seguinte.

Na manhã da quinta-feira, dia 13, a programação será realizada pelos estudantes, que trarão as exposições de seus projetos de pesquisas coordenadas por professores-orientadores em várias temáticas. Os 15 grupos contarão com suas próprias salas devidamente decoradas para melhor ambientação das apresentações (confira a lista dos grupos). Todos os demais estudantes e também familiares inscritos constituirão o público atendido, circulando pelas salas para acompanhar as apresentações e obter ainda mais proveito de toda a gama de informações, esclarecimentos e oportunidades de desenvolvimento de consciências contidas nos trabalhos que os estudantes realizaram juntamente com os professores. As apresentações também ocorrerão no encerramento da Semana durante a manhã da sexta-feira, dia 14, e contam com horários definidos e um sistema de rodízio pré-estabelecido para assegurar que o público tenha a oportunidade de acompanhar a todas as apresentações. Ainda pela manhã do dia 13 também ocorrerão apresentações de dança e oficina de capoeira realizadas por ex-alunos da escola. Num contra-turno adicional da quinta-feira o ciclo de palestras será completo através das palestras apresentadas por um conjunto de integrantes do grupo Defensores e Defensoras das Mulheres, que, ao todo, em quatro seções de palestras em dois ambientes, trarão discussões produtivas sobre as relações de gêneros.

2

O saldo acumulado das edições de Uma Semana em Rosa & Lilás é riquíssimo, pois as percepções sobre as relações entre os gêneros foram fortemente enriquecidas e as perspectivas de nossos alunos em grande parte amadureceram em torno da temática central do evento. Esta experiência de aprendizado significativo em termos de aprimoramento das condições para o exercício da cidadania é um objetivo presente nas ações cotidianas da Escola e um fator que interfere de maneira destacada para a efetivação disso é a integração dos estudantes à construção das atividades e efetivação de eventos dessa natureza, o que se dá através da promoção do protagonismo juvenil como instrumento de desenvolvimento pessoal e social dos estudantes.

Read Full Post »

1cartazsemanarl

Olá!! Boas vindas a mais Uma Semana em Rosa e Lilás !!!

Estamos iniciando mais uma edição do projeto “Uma Semana em Rosa e Lilás” e  com grande alegria podemos registrar o envolvimento dos ‘trajanenses’, a começar pela preparação do espaço escolar para receber os estudantes e os convidados.

Este projeto foi gerado no cotidiano escolar, na construção de saberes a partir do princípio que a educação se faz por meio da interação, da partilha, do doar-se e assim sentir-se pleno(a) e aberto(a) a novas experiências, no encontro com o outro que carrega em si muito do outro, deste modo a cada edição somos agraciados(as) com palestrantes voluntários de diversos segmentos sociais, além dos educadores da instituição, que no decorrer da semana lhe serão apresentados(as).

É no espaço da alteridade que estudantes e educadores(as) desenvolvem pequenos mas relevantes projetos que giram em torno da temática de enfrentamento à violência em razão do gênero e em particular da violência doméstica contra a mulher. Usando as cores rosa e lilás, declarando que as escolhas não têm necessariamente um  ’tom’, um ‘som’, ‘uma forma’ única de expressar-se mas na diversidade de saberes e fazeres é que exercitamos plenamente a cidadania; pelo respeito e pela solidariedade saímos do lugar comum e vivenciamos uma aprendizagem focada nos direitos humanos e na ética.

Seja nosso(a) convidado(a) nesta viagem desafiadora.

Compartilhamos assim, alguma imagens do período preparatório do evento e do primeiro dia de atividades, boa visita virtual:

Read Full Post »

Aqui estão os alunos que obtiveram as 10 melhores notas no simulado:

Read Full Post »

Read Full Post »

Older Posts »