Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Vestibular’ Category

O banner já está em exibição na entrada da escola e permanecerá por lá até ser substituído pela lista daqueles que serão aprovados nos vestibulares deste ano (clique na imagem para ampliar).

aprovados-univ

Read Full Post »

A demora para este registro aqui não foi por displicência ou esquecimento. Demoramos porque estávamos aguardando a finalização da composição desta lista, que aumentava frequentemente por causa dos remanejamentos de vagas nas universidades. Como já estamos no fim de março e muitos daqueles que estão na lista abaixo até começaram suas vidas como universitários, então finalmente podemos compartilhar com quem vê essa postagem. A partir do dia 11 (quando teremos nossa confraternização) estará em exibição na Escola o banner comemorativo constando os nomes de todos.

Mas vele muito a pena ainda ressaltar que os resultados foram incríveis. Em relação ao ano anterior, a quantidade de aprovados triplicou e praticamente chegou ao equivalente a 50% do total de estudantes que cursaram as três turmas de terceiro ano (são 46 aprovados e 76 aprovações). Vocês estão de parabéns e os que não estão aqui na lista podem continuar insistindo e acreditando no sucesso também.

Aqui estão os universitários e futuros profissionais que a EREM Professor Trajano de Mendonça tem o orgulho de apresentar:

  1. ADRIELE TAYANY DE SOUSA PEDROSA (Enfermagem – UPE)
  2. ALICE CAMPOS DE MELO (Biblioteconomia – UFPE | Terapia ocupacional – UFPB | Fisioterapia – UNINASSAU)
  3. ALINE FERREIRA DA SILVA (Ciências Biológicas – UPE | Fisioterapia – UNICAP | Turismo – Fac. Joaquim Nabuco)
  4. AMANDA MARILYNE FIGUEIREDO DOS SANTOS (Turismo – IFPE | Economia Doméstica – UFRPE)
  5. ANDRESSA DA CONCEIÇÃO SILVA LEITE (Pedagogia – UFPE | Pedagogia – UPE | Logística – FBV)
  6. ANTONIO AUGUSTO GALDINO WANDERLEY (Publicidade – UNINASSAU)
  7. BRENDA MARIA LIMA DA SILVA (Turismo – IFPE)
  8. CAROLINE GLEYCE DO NASCIMENTO DE OLIVEIRA (Letras – UFPE | Letras – UPE | Letras – UNICAP)
  9. CINTHIAN SANTOS DO NASCIMENTO (Pedagogia – UFPE)
  10. DANIELA MARTINS DOS SANTOS (Ciências Biológicas – UNICAP)
  11. DANYELLE CREUSA FRANCISCA MASSA SILVA (Saúde Coletiva – UPE | Pedagogia – UFPB)
  12. DIEGO GUILHERME TEODÓSIO DO VALE SILVA (Marketing – FBV)
  13. ELTON EMÍLIO PEREIRA DA SILVA (Ciências Biológicas – UFPE)
  14. ERVILY ROSANE GOMES DOS PRAZERES (Arquitetura – UNINASSAU | Jornalismo – UFPB | Publicidade – Fac. Joaquim Nabuco)
  15. EMMILY LARRISSY DE OLIVEIRA GUEDES (Biomedicina – UFPE)
  16. ELZA KELLYNE LOPES DE MORAES (Gestão em RH – IBGM)
  17. FLÁVIA KELLY CAVALCANTE (Pedagogia – UFPE)
  18. GABRIELA GONÇALVES DE SIQUEIRA (Educação Física – UFPE)
  19. HACHELY MIKAELY SILVA DE MOURA (Serviço Social – UFPE)
  20. IGOR PABLO ALMEIDA SILVA (Saúde Coletiva – UFPE)
  21. IRIS CYNTHIA DE SOUZA FERREIRA (Enfermagem – UPE | Letras – UFPE | Letras – UNICAP | Estética e Cosmética – FACIPE),
  22. JACKELYNE LIMA DA SILVA (Fisioterapia – IBGM | Gestão em Recursos Humanos – FBV)
  23. JANAINA SILVA REIS (Enfermagem – UFPB | Enfermagem – UNINASSAU)
  24. JOHNNY WILLIAM OLIVEIRA DE ALMEIDA (Física – UFRPE)
  25. JOSE FERNANDO CHAPRAN DO NASCIMENTO (Relações Internacionais – Fac. Damas)
  26. JULIANE ARAÚJO ALTINO (Fisioterapia – UFPE | Enfermagem – UPE | Fisioterapia – UNINASSAU | Psicologia – UNINASSAU)
  27. LARYSSA VIRGÍNIO LIMA CARNEIRO (História – URPE | Publicidade – UNINASSAU)
  28. LETICIA LOPES DE SOUZA (Design de interiores – FBV)
  29. LUCAS ALVES DOS ANJOS (Educação Física – UFPE)
  30. MARCOS VINICIUS BEZERRA DO NASCIMENTO (Enfermagem – UFPE | Enfermagem – UNINASSAU)
  31. MARIA DA CONCEIÇÃO SANTOS DA SILVA (Turismo – IFPE)
  32. MARIANA MAGALHÃES LOPES (Gastronomia – Fac. Guararapes)
  33. MILENA AMAZONAS DE ALMEIDA (Fisioterapia – UFPE)
  34. MYHAY VICTOR CESÁRIO DA SILVA (Ciências Biológicas – UPE)
  35. NATANIEL SABURIDO DE MENEZES (Ciências Contábeis – IPESU)
  36. NATALY ALBUQUERQUE DA SILVA (Economia – UFPE | Odontologia – UPE | Engenharia Florestal – UFRPE)
  37. NATHÁLIA REGINA MACHADO PEREIRA (Enfermagem – UPE)
  38. NATÁLIA CRISTINA BARBOSA MENEZES (Letras – UNICAP)
  39. SUZANA BRITO CAVALCANTI (Economia – UFRPE | Meteorologia – UFGC | Design Gráfico – IFPE | Letras – UNICAP),
  40. TAGANA MICKAELLEN MARIA DE ALBUQUERQUE (Economia – UFPE | Economia – UNICAP)
  41. TAINÁ VITÓRIA COSTA E SILVA (Odontologia – UFPE)
  42. THAYNÁ GUEDES MERGULHÃO (Química – UFPE | Química – UNICAP)
  43. THIAGO VICENTE DE ASSUNÇÃO (Física – UNICAP)
  44. VITOR LEONARDO BEZERRA DO NASCIMENTO (Educação Física – UPE)
  45. VITÓRIA MARCOLINO SANTOS (História – UFPE | História – UPE | História – UPE/SSA | História – UNICAP)
  46. YSABELE CAROLINE OLIVEIRA DA SILVA (Nutrição – Estácio/FIR)

E como o sucesso dos alunos também representa o sucesso de seus professores, fica aqui o registro daqueles que lecionaram desde 2011 (alguns não estão mais na escola, mas deram grande contribuição para que este resultado acontecesse):

Adriel Lima (Física), Aldo Silva (Matemática), Ana Lúcia Costa (Ed. Física), Carlos Eduardo Gomes (Química), Conceição Cunha (Biologia), Conceição Verçosa (Filosofia, Arte e Geografia), Fabiana Mousinho (Empreendedorismo e Direitos Humanos), Georgos Assunção (Geografia), Heitor Buonafina (Física e Matemática), Herbert Braga (Geografia), Isabel Araújo (Inglês), Laura Reis (Arte), Maria José (Inglês e Português), Nathaly Caldas (Arte), Overlane Pinto (Filosofia e Arte), Paulo Alexandre (História e Sociologia), Ranieri Siqueira (Matemática), Rejane Almeida (Física), Rosario Alves (Português), Raíssa Moura (História e Sociologia), Sandra Cavalcanti (Português) Sérgio Alves (Matemática) e Tatiana Gedales (História e Sociologia).

Read Full Post »

Aqui está uma pequenina lista de vídeos de revisão. Vale a pena acompanhar.

Read Full Post »

SISU

É o sistema de Seleção Unificada, que tem como função possibilitar o acesso a várias instituições públicas de ensino superior ao mesmo tempo. O critério básico de classificação do SiSU é o ENEM. As inscrições do SiSU são gratuitas e ocorrerão de 7 a 11 de janeiro e em Pernambuco, o sistema é o meio de acesso à UFRPE, a alguns cursos do IFPE e UFPE, além de acesso à UNIVASF  (no caso de Recife, as vagas são estas aqui). No caso da seleção através do SiSU, as universidades aproveitam as notas do ENEM de acordo com pesos diferentes para as provas objetivas (ou seja, dependendo do curso escolhido, uma prova valerá mais do que outra no processo seletivo conforme os critérios específicos para cada curso ou área definidos pela universidade).

Acompanhe o infográfico abaixo:

PROUNI

Confira aqui a portaria normativa contendo as regras do Prouni para 2013

O que é Prouni?
É Programa Universidade para Todos e seu objetivo é possibilitar o oferecimento de bolsas de estudos em universidades e faculdades privadas para estudantes que não podem pagar as mensalidades. É possível obter bolsas integrais ou parciais, dependendo dos casos específicos dos estudantes. O Prouni atende, principalmente, a estudantes que vieram de escolas públicas e a seleção também depende da nota do ENEM (em 2013 será exigida a média geral mínima de 450 pontos).

Qual a diferença entre o Prouni e o Sistema de Seleção Unificada – SiSU?
O Prouni oferece bolsas de estudos em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros, sem diploma de nível superior. O SiSU é o sistema informatizado, gerenciado pelo Ministério da Educação, por meio do qual as instituições públicas de educação superior participantes selecionam novos estudantes exclusivamente pela nota obtida no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

O candidato que se inscreveu no SiSU também pode se inscrever no Prouni?
Sim, os estudantes que se inscreveram no Sisu também podem se inscrever no Programa Universidade para Todos – Prouni, desde que se enquadrem nas regras específicas do Programa. O Sisu e o Prouni utilizam o Enem como critério para seleção dos candidatos. Porém, se for selecionado pelo Prouni, deverá optar pela vaga do Sisu ou pela bolsa do Prouni, pois é vedado ao bolsista utilizar uma bolsa do programa e estar, simultaneamente, matriculado em instituição de ensino superior pública e gratuita. Lembramos que a pré–seleção em qualquer das chamadas do Prouni assegura ao candidato apenas a expectativa de direito à bolsa respectiva, condicionando–se seu efetivo usufruto à regular participação e aprovação nas fases posteriores do processo seletivo, bem como à formação de turma no período letivo inicial do curso. Assim, o estudante pré–selecionado no Prouni somente deverá solicitar o cancelamento da matrícula em instituição de ensino superior pública e gratuita após a assinatura do Termo de Concessão de Bolsa do Prouni.

Quais os tipos de bolsa oferecidos pelo Prouni?

  1. Bolsa integral: para estudantes que possuam renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio.
  2. Bolsa parcial de 50%: para estudantes que possuam renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos.

A realização deste cálculo é simples: Some o total de renda dos membros de sua família, divida este valor pela quantidade de pessoas e o resultado desta divisão precisará ser igual ou inferior a R$ 1.o17,00 (que equivale a um salário mínimo e meio) para que você se enquadre no primeiro caso (bolsa integral). Se o resultado da operação ficar acima desse valor e até o limite de R$ 2.034,00 então o enquadramento será no segundo caso (bolsa parcial)

Quais são as instituições que participam do Prouni?
A lista das instituições participantes do Processo Seletivo poderá ser consultada no portal de inscrições do Prouni no período das inscrições. Várias instituições em Pernambuco estão geralmente vinculadas ao Prouni.

É preciso fazer o vestibular para concorrer a uma bolsa do Prouni?
Não, o candidato à bolsa do Prouni não precisa fazer vestibular nem estar matriculado na instituição em que pretende se inscrever. Entretanto, é facultado às instituições participantes do Programa submeterem os candidatos pré–selecionados a um processo seletivo específico e isento de cobrança de taxa. Essa informação estará disponível ao candidato, no momento da inscrição.

É possível escolher qualquer curso em qualquer instituição?
Sim, desde que a instituição escolhida seja participante do Prouni. Ao fazer sua inscrição, o candidato escolhe as opções de curso, turno e instituição de ensino superior, dentre as disponíveis conforme seu perfil socioeconômico. Atenção: no entanto, há cursos que exigem requisitos específicos para matrícula. Em alguns cursos de Ciências Aeronáuticas, por exemplo, o estudante deve ter, dentre outras exigências, licença de piloto privado e um número específico de horas de vôo para poder se matricular. Assim, é necessário muita atenção ao efetuar as opções de curso no momento da inscrição no Prouni, pois caso a matrícula não seja possível em função de requisitos desta natureza, o candidato perderá o direito à bolsa.

O Prouni reserva cotas para afrodescendentes, indígenas e para as pessoas com deficiência?
Sim, o Prouni reserva bolsas às pessoas com deficiência e aos autodeclarados indígenas, pardos ou pretos. O percentual de bolsas destinadas aos cotistas é igual àquele de cidadãos pretos, pardos e indígenas, em cada Estado, segundo o último censo do IBGE. Vale lembrar que o candidato cotista também deve se enquadrar nos demais critérios de seleção do Prouni.

Como saber os resultados da pré-seleção do Prouni?
Os resultados do processo seletivo do Prouni são disponibilizados na Internet, por meio do Portal do MEC, pelo telefone 0800.616161 e também pelas instituições participantes do Programa. É de inteira responsabilidade dos candidatos pré-selecionados observarem o cumprimento dos prazos estabelecidos, bem como o acompanhamento de eventuais alterações.

E se o candidato contemplado com uma bolsa de 50% não puder pagar a outra metade da mensalidade?
O bolsista parcial de 50% poderá utilizar o FIES – Fundo de Financiamento Estudantil para custear os outros 50% da mensalidade, sem a necessidade de apresentação de fiador na contratação do financiamento. Para isso, é necessário que a instituição para a qual o candidato foi selecionado tenha firmado Termo de Adesão ao Fies e ao Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo – FGEDUC. No caso do FIES ocorre um financiamento do valor que o estudante não poderá pagar e este valor poderá ser coberto por um serviço contratado através do qual é realizada uma operação segundo a qual o valor restante acabará sendo coberto através de uma forma de empréstimo, que começará a ser pago um ano e meio após a formatura através de diversas prestações.

Read Full Post »

Para ajudar, abaixo está uma relação das universidades e faculdades pernambucanas listadas a partir da relação de avaliação do Ministério da Educação (MEC). Confiram também o “ranking” listando as 10 melhores instituições segundo os critérios avaliativos do MEC

1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO/UFPE – 3,55
2. FACULDADE DAMAS DA INSTRUÇÃO CRISTÃ/FADIC – 3,26
3. UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO/UFRPE – 3,08
4. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO/UNIVASF – 2,84
5. FACULDADE ESCRITOR OSMAN DA COSTA LINS/FACOL – 2,82
6. FACULDADE DE CIÊNCIAS DE TIMBAÚBA/FACET – 2,78
7. INSTITUTO SALESIANO DE FILOSOFIA/INSAF – 2,75
8. FACULDADE SANTA CATARINA/FASC – 2,69
9. FACULDADE SENAC PERNAMBUCO/SENACPE – 2,62
10. UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO/UPE – 2,58

Relação completa:

Read Full Post »

Por Sílvia Gusmão – JC Online (Clique aqui para a publicação original)

Por fim, o mais importante é lembrar que o vestibular não é um fim nem mede seu valor

Por fim, o mais importante é lembrar que o vestibular não é um fim nem mede seu valor

Com as provas do Enem, realizadas no último fim de semana, foi dada a largada para a maratona do vestibular da maioria das universidades. Período comumente marcado por alta dose de estresse, na medida em que a aprovação no vestibular é considerada, em nossa cultura, atestado de competência e o caminho para obtenção do sucesso. Num cenário de economia globalizada, dinâmica e extremamente competitiva, cujas mudanças produzidas pelos avanços científicos e tecnológicos têm velocidade exponencial, a pressão tende a se intensificar.

Como dosar a tensão para não ser “invadido” por ela? O primeiro passo é ter clareza sobre o que deseja ser no futuro. Ter dúvidas a esse respeito costuma inibir a necessária tranquilidade para se concentrar nos estudos ou ter um bom aproveitamento nas provas. O segundo passo é considerar que a aprovação nas melhores universidades e nos cursos mais concorridos exige disciplina e dedicação à tarefa de estudar. No entanto, existe um componente que pode contribuir para o desempenho positivo ou negativo e cujo controle não se obtém simplesmente com conselhos ou receitas prontas: os fatores emocionais.

Há várias razões que podem estar na origem das fantasias e dos temores – como o receio de decepcionar os pais ou as pessoas próximas, por exemplo. Esses temores podem embaçar o raciocínio, produzir lapsos de memória, dar a sensação de que os conhecimentos se apagaram ou provocar manifestações físicas de mal-estar, como sudorese, dores de cabeça, entre outros sintomas.

No entanto, alguns cuidados podem neutralizar ou, pelo menos, minimizar os temores e ajudar na hora da prova. O primeiro é manter a calma, ler atentamente a prova, começar pelas questões de mais fácil resolução para depois se deter nas de maior complexidade. Segundo, não se apavorar com as questões que não souber responder. Lembre-se: não se pode saber de tudo. Se for tomado pela fantasia que lhe “deu um branco”, não se preocupe! O que se aprende efetivamente não desaparece de uma hora para a outra. Por fim, o mais importante é lembrar que o vestibular não é um fim nem mede seu valor.

Read Full Post »

Read Full Post »

Older Posts »